Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

afonsonunes

afonsonunes

23 Jan, 2016

Pois, e agora?

 

Agora não sei o que vou fazer da minha vida. Deixei de ver telenovelas para não perder nada da campanha eleitoral e agora estou na iminência de ter de voltar às telenovelas. Mas isso, agora, não tem jeito nenhum.

Simplesmente, porque lhes perdi o seguimento. É como começar a ver uma nova telenovela. É que elas andam tão depressa que se lhes perde o rasto das personagens e os assuntos mudam a cada momento. Impossível.

As televisões não têm respeito nenhum pelos seus fiéis seguidores. Tanto tiram como põem ou alteram o que a gente não pode perder. É o caso das telenovelas. Deviam por os tempos de antena a horas tardias. Eu via tudo.

Agora, a partir de hoje, estou em pânico. Sei lá por onde andam os meus heróis dos últimos anos. Mas devia saber. Tinha o direito de saber. Como é que querem que vá votar amanhã, se hoje ainda me baralho na escolha?

É verdade que estou em reflexão mas, assim, quem é que me ajuda a refletir? Sozinho, só me vem ao pensamento o que vão fazer os clubes que jogam hoje. E obrigam-me a ver bola em lugar de campanha eleitoral.

Mas isto será justo? Eu acho que não. Para mais, com Jesus e Vitória! Com o primeiro só vejo anjinhos e com o segundo só vejo derrotas. Eu quero é ver o Marcelo e o Nóvoa e companhia. Tem muito mais pica. Vibração.

É certo e sabido que na próxima noite nem vou dormir. Tenho até receio que durante a noite me levante e vá, mesmo em pijama e de olhos fechados, a caminho da urna onde me compete ir votar. Mas que perigo!

Depois, com toda esta baralhação, quem me garante que vou mesmo votar em quem quero e devo votar? Quem assume a responsabilidade de ficar viciado o resultado final do ato? Toda a gente sabe que por um voto…

Uma coisa eu garanto: às vinte horas de amanhã, não quero saber de televisões para nada. Já sei o que elas vão anunciar nas sondagens à boca das urnas. Será exatamente o mesmo que a boca deles sempre disse.

De resto, quero lá saber quem eles dizem que ganhou. Queria era que não acabassem com a campanha. Sei lá quando teremos outra. Mas, a sério. É que eles dizem todo o ano a mesma coisa, como se tudo fosse campanha.