Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

afonsonunes

afonsonunes

21 Fev, 2015

PORTAS & MELO

 

É uma fábrica de parvoíces que só encontra compradores naquelas feiras onde tudo se vende e tudo se compra. Mas há lá cada vez menos, quem queira ouvir os sócios que, a haver comprador, até vendiam a alma.

A alma e tudo o resto que se passeia, tanto cá dentro, como lá fora. Um e o outro bem se esforçam por mostrar os seus dotes e relevar as pretensas virtudes da sua mercadoria, mas os compradores já não vão na conversa.

Porque os altifalantes que usam já estão roufenhos, desatualizados e até incomodativos. Talvez seja das pilhas. Que só causam pilhas de nervos. Há argumentos de venda que só servem para lhes estragar o próprio negócio.

Querem vender tudo o que eles próprios não têm, apenas desfazendo da qualidade do que a concorrência apresenta. Mas, a concorrência está por cima. Daí que a firma, ou sociedade, já dê sinais visíveis de insolvência.

No dia em que isso se concretizar, muita coisa pode ir na enxurrada. Ou, quem sabe, aceitar a mão salvadora de quem tanto acusam agora, de males que só a eles se devem. Como os vexames que nos provocaram.

Como as ofensas à dignidade dos portugueses que, dizem, não existiram. Coisas repartidas entre sociedades limitadas. Mas nós bem sabemos que só quem nunca teve dignidade alguma, é que nunca sentiu que a perdeu.

Já há quem fale da possibilidade de ainda virmos a sentir saudades. Sinal de que há memórias que cristalizaram ou, que talvez desejassem que o país tivesse cristalizado no estado em que está. Pois, há gostos para tudo.