Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

afonsonunes

afonsonunes

01 Fev, 2014

QUATRO? SÓ 4?

 

 

Seguro meteu ontem o sapato todo na argola e agora tem de mexer os neurónios, melhor do que o tem feito até aqui, para ver se consegue remediar os males que, generosamente, tem chamado para si próprio.

Agora chamou à pedra os últimos quatro governos. Parece-me que esta contabilidade, ou esta aritmética, ou esta matemática, o deixam enredado em contas, às quais terá muita dificuldade em tirar a prova dos nove.

Como não dou por adquirido que sejam só quatro, não me parece que haja nessa história um empate que, certamente, não vai agradar a ninguém. Até porque houve meios governos e quartos de governo.

Não me parece que Seguro se tenha colocado em situação mais difícil do que já estava. Deu apenas mais um passo em falso, na sua falta de qualquer coisa que o não deixa passar da banalidade para chegar lá.

Também não me parece que quem tanto o desdenha, se encontre assim tão satisfeito, como quer fazer crer, com Passos e seus companheiros de desgraça. Como também não é caso para crer que Seguro seria pior.

Quatro, mais de quatro, ou menos de quatro, isso agora é conversa de encher pneus. Mas, sem dúvida, Seguro furou mais uma vez. E cada vez terá menos força para mudar a roda. Assim, a viagem está ameaçada.

No entanto, todos aqueles que agora o querem apressar a sair da estrada, podem estar certos que estão a contribuir para que o próximo condutor seja muito mais incómodo. Com um modelo de GPS muito mais eficaz.