Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

afonsonunes

afonsonunes

21 Jul, 2014

SEGURAMENTE

 

 

O Presidente da República tranquilizou hoje os portugueses dizendo ter a garantia de que a supervisão do Banco de Portugal foi exemplar. Por mim estou tranquilo até porque não tenho lá um cêntimo.

Ainda bem que o presidente falou lá de tão longe, dada a intranquilidade que reina por todo o lado. Principalmente, pelo lado dos sagrados mercados, tão respeitados e tão temidos por cá.

Dada a autoridade do presidente na matéria, creio firmemente que os terá acalmado, embora já não tenha a mesma certeza em relação aos portugas que desconfiam de toda a gente. Sem qualquer razão.

Veja-se que o governo todo já fez o mesmo. O Banco de Portugal não se cansa de o dizer. Tal como o garantiu ao presidente que acreditou plenamente na palavra do responsável pelo que lá se passa.

Aliás, se algo tivesse corrido mal na supervisão, o responsável seria o primeiro a confessá-lo. E imediatamente. É assim que estamos habituados e não temos motivo nenhum para duvidar de ninguém.

Mas alguém está a duvidar de quem tem dúvidas. Cá para mim são todos aqueles que não se cansam de proclamar a ausência de perigo. Se não existe porque não se calam? Andam por aí sombras do BPN.

Seguramente que paira sobre muita gente o espectro de que se façam confusões. Legítimas ou especulativas. Atiraram-se tantas pedras ao ar que se começa a olhar para cima. Telhados de vidro.