Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

afonsonunes

afonsonunes

05 Jun, 2014

SERÁ A SÉRIO?

 

 

Não sei como nunca me tinha lembrado de fazer perguntas ao Sol. É verdade que gosto mais de fazer respostas, ainda que do meu jeito inconclusivo. Mas sempre com a lógica de quem tem a cabeça ao Sol.

Porque a cabeça nem sempre suporta o calor excessivo. Nesse caso, aconselham-se períodos mais ou menos longos de repouso à sombra. É assim que me retempero quando tudo à minha volta esquenta.

Será que também me apetece fazer perguntas à sombra? A sério que me parece que não preciso, uma vez que encontro a satisfação da minha curiosidade, no Sol que me orienta, e bem, todos os dias.

Só não compreendo por que motivo os governantes passam os dias e as noites encafuados em gabinetes sombrios quando, a qualquer hora do dia e da noite, o Sol é a luz da vida e o saber da inteligência.

Será que não tenho razão? Não teria se não tivesse a experiência de alguns anos em que nem a minha própria sombra me incomoda. Olho para ela e logo me apetecia dizer-lhe que ela é mesmo como eu.

Ando ao Sol, logo, não ando à sombra de ninguém. Nem dos que gosto muito ou pouco, nem dos que detesto pouco ou muito e fazem com que passe bons ou maus bocados. Será que hoje era o meu dia?