Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

afonsonunes

afonsonunes

13 Mar, 2014

SERÁ QUE LERAM?

 

 

Eu li-o todinho, de fio a pavio, só para ter a certeza de que aquilo não continha erros de palmatória. Sinceramente, se os tinha, eu não consegui topá-los. Faço esta ressalva depois de tanta gente falar do que eu não vi.

Assim sendo, ‘das três, quatro’: não sei o que leio, essa gente não sabe o leu, não leram nadinha ou não sabem ler. Há qualquer coisa que não bate certo. Sobretudo, porque há por ali gente que andou na universidade.

Sim, não se trata de gente ignorante, que essa nem liga a essas coisas de ler ou não ler, até porque muitos nem sabem ler. Nem se manifestam. Ao contrário de quem manifesta um medo terrível de quem se manifesta.

Mais, há por ali gente que fala em irresponsáveis quando se refere aos que escreveram aquilo. Só pode ser um lamentável equívoco. Devem estar a falar de pessoas erradas. Só podem estar a falar de si próprias.

Também há por ali gente que inventa adjetivos mais que rebuscados, que bem podia guardar para consumo pessoal já que, nem de longe nem de perto, consegue colocá-los nos destinatários que pretende ridicularizar. 

Partindo do princípio que leram aquilo, só pode concluir-se que a verdade real, não a verdade fictícia deles, lhes abre mesmo feridas que fazem doer muito. Mas se leram apenas o título, bem podiam ler tudo antes de falar.

Se acaso leram tudo, perceberam tudo, e disseram cobras e lagartos do que leram, então o caso é mais grave. Trata-se de vendedores de mentiras a soldo de alguém. Sabendo, ou não, que há mentiras que podem matar.

Vai ficando cada vez mais claro que, quem lê tudo das avessas, está a pôr em risco a vida de muita gente, senão mesmo a sobrevivência do país. Além de não perceber que da discussão nasce a luz. Sim, luz, precisa-se.