Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

afonsonunes

afonsonunes

21 Mai, 2016

Show de estrada

 

A rapaziada laranja foi toda deslocada do bem bom parlamentar para uma corrida por todo o país, sob o signo de propaganda eleitoral, na esperança de que uma boa trovoada lhes conceda a bênção do regresso ao passado.

Esquecem que, para voltar a ter o que tiveram durante quatro anos, é indispensável que o povo lhes conceda as condições necessárias para formar um governo com maioria parlamentar. Coisa que não conseguiram.

Acontece que o povo que eles dizem ir agora convencer sobre a bondade das suas propostas de reformas, é o mesmo povo que eles exauriram de forma escandalosa. Mas, em boa verdade, não é o povo que vão visitar.

E é o mesmo povo que esperou por todas as reformas prometidas e largamente anunciadas, mas que nunca saíram de onde nunca estiveram, por manifesta incapacidade de as pensar, logo, por isso, de as executar.

E ainda bem, pois quanto mais medidas eles inventassem e implementassem, mais prejuízos o país e os contribuintes teriam que aguentar. Mais valia que tivessem estado mais quietos do que estiveram.  

Vão pedir o retorno de tudo quanto lhes deram. De tudo o que foi retirado ao povo para o dar de mão beijada a empresários e instituições que se encheram à custa dos contribuintes. Como é o caso da educação privada.

Portanto, o show de estrada vai direitinho para particulares amigalhaços. Não para o povo, pois desse, eles sabem, não receberão mais que ‘uma corrida em osso’. Sim, o povo espera por eles, mas para lhes dar o troco.

Bem podem exultar com os manifestantes dos seus lacaios beneficiados e respetivas famílias e amigos, contra o PM. Costa tem paciência para os ouvir e ouve-os. Não foge nem se refugia em espaços fechados como eles.

Porque o povo não está do lado dos que querem que esse povo dê maminha a quem lhes retirou o pão da boca. Dizem eles, que o povo não esquece. Não. Estes amigos vão da estrada para onde não entra o povo.