Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

afonsonunes

afonsonunes

07 Set, 2015

SÓCRATES É ÚNICO

 

Como de costume, sei perfeitamente o que digo. Tal como muitos dos seus detratores brincalhões, são uma vaga de gente banal, Sócrates, pelo contrário, é o guião da felicidade de quem não tem cabeça para pensar.

Mas tem cabeça para andar atrás de tudo o que não devia existir no mundo. Há cabeças assim. Nelas cabe tudo o que não presta, mas não entra nelas um pouquinho sequer de humanidade e de sentido de justiça.

Dispenso-me de tentar explicar-lhes esta coisa com uns desenhos, porque considero que eles não são assim tão parvinhos, nem maluquinhos, nem ignorantinhos. Também não digo para olharem à sua volta. Eles não veem.

Portanto, apenas sugiro que vejam o que se passa dentro de si próprios. Se o que lá têm são sentimentos de gente, ou reações animalescas de ódio, ou prazeres diabólicos, ou incontidas invejas, ou complexos diversos.

Não sei, mas até me interessa saber toda a verdade a seu respeito. Porém, ao contrário dessa gente banal, sei esperar, mesmo com toda a paciência do mundo, que a justiça explique ao próprio e ao mundo o que se passa.

Agora, também já sei que muito do que se passou até ao momento, não é próprio da justiça. Dizer-se que, à justiça, o que é da justiça, também não chega. Chegaria, se a justiça soubesse e conseguisse, ela própria, ser justa.

Estou a falar de Sócrates, coisa que muita gente acha que não se deve fazer, agora. É que, quem não quer que ele fale, agora, é precisamente, quem não se cala com ele, agora. Talvez não seja por medo dele, agora.

Ainda estou para saber quem fez dele o incomparável político, para o bem e para o mal, que ele é hoje. Não há ninguém igual. Por culpa dele? Por mérito dos seus amigos e inimigos? Não sei. Mas há uma coisa que eu sei.

E essa coisa é muito simples. Neste país ninguém dá muita importância a vigaristas e aldrabões. Nem se lembram deles, nem falam deles, senão de raspão. Sócrates, não seria uma quase divindade por razões tão banais.