Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

afonsonunes

afonsonunes

05 Jun, 2008

Governar bem

    Certamente ninguém acredita que não haja uma maneira de governar bem. Mesmo que seja difícil encontrar o modo de o fazer, não cabe na cabeça de qualquer cidadão, por mais abúlico ou mais activista que seja em relação à política, que não tenha lá dentro de si, um evidente ou remoto convencimento de que os governos só não governam bem porque não lhes interessa. Será tudo uma questão de interesses, e não haveria maneira mais simples, que os governos abdicarem dos (...)
04 Jun, 2008

Os piores do mundo

    Todos os dias somos brindados pela comunicação social com estatísticas de proveniências diversas sobre a nossa cotação nos mais diversos domínios da nossa existência como país. A avaliar pela realidade divulgada, da qual não se duvida, somos do piorio como povo, tanto entre os nossos parceiros europeus, como nos rankings mundiais de qualquer coisa. De qualquer coisa que nos é fornecida. Desde o “analfabrutismo” até ao tamanho do pénis, passando pelo medo (...)
03 Jun, 2008

Esquerda direita

    Uns dizem que são de esquerda, outros dizem que são de direita. É claro que eles sabem bem do que falam. Contudo, se forem  normais, todos têm uma face esquerda e uma face direita, um pé direito e um pé esquerdo, etc. Até os futebolistas que jogam à esquerda marcam grandes golos com o pé direito, enquanto os políticos de direita armam a todo o momento em defensores dos pobre-zinhos. Mas os políticos de esquerda também piscam muito o olho aos rica-lhaços. Nada de (...)
  Está na moda dizer mal dos políticos. Está na moda bater verbalmente nos governantes. Está na moda dizer que está tudo mal. Sobretudo, está na moda usar uma linguagem suja quando falam uns com os outros, ou uns dos outros, e quando simples cidadãos se referem a todos, em geral, ou individualmente. Sempre ouvi dizer que o respeitinho é uma coisa muito bonita. Pois é. Mas já não se usa. Todos os políticos são cidadãos. Seja qual for a sua função, na oposição ou no (...)
29 Mai, 2008

O bufo dos céus

      Fumar ou não fumar eis a questão. Em terra, no mar ou no ar. Independentemente de ser legal ou ilegal a sua prática, consoante o local onde se verifica, é um prazer que mata, embora console o fumador. Mas, para quem se encontra por perto, pode ser um verdadeiro suplício. Só por isso, não devia sequer existir tabaco à face da terra. Mas há. Acontece que há liberdade de fumar em casa, na rua e até em qualquer chafarica que coloca um dístico azul na porta. E, aí, (...)
28 Mai, 2008

O filme da crise

    A gente já anda a ver este filme há vários anos, mas parece que só agora alguns acordaram para esta realidade. Até há pouco tempo a crise era só para os outros. Vidinha fácil… Agora vão surgindo crises diversas, até para aqueles que não estavam habituados a elas.  É o fim do mundo… Mas, vamos lá ver o filme ao contrário, imaginando alternativas. Se estivesse no poder a sociedade anónima, Leite Lopes Passos Patinha e Outro, não se falaria desta crise, (...)
      Convém começar por falar do queijo, senão lá se vai a motivação de todos eles. Para o ratão o queijo é mal empregado para aqueles cinco pretendentes ao repasto ocasional, em que o vencedor da disputa que se avizinha, vai poder distribuir fatias por aqueles que nunca roeram a corda, contribuindo assim para a sua vitória. Os ratinhos evitam falar do ratão, porque sabem que ele tem muito peso, como, aliás, o nome indica. Apesar disso, o ratão fala grosso mas não se mete (...)