Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

afonsonunes

afonsonunes

22 Set, 2014

TRALHAS E METRALHAS

 

 

Volta não volta, ainda vou deparando com alusões à tralha socrática, principalmente, quando querem atingir quem, no PS, esteve mais ligado aos dois governos anteriores. Fracas e míopes são estas visões partidárias.

Levando as coisas por esses atalhos, eu diria que não há maior tralha que esta que atualmente nos governa. Mas, friso bem, só digo isto para esses, metralhas, que não conseguem ter uma visão da dimensão dos factos.

Durante mais de uma legislatura, Sócrates foi o PS. Nessa altura, era acusado por uns inseguros, de liderar um partido unanimista. Explico-lhes, metralhas: praticamente todo o partido estava de acordo com o líder.

Se olharmos para o PSD atual, e seguindo a teoria das tralhas, verificamos que, na área do governo, está uma tralha restrita do partido. Basta ouvir os comentadores do PSD, nas televisões, que diariamente o desancam.  

Ora, falar da tralha socrática, é falar de todo um partido desses anos. Que, no seu conjunto e nessa conjuntura, teve melhor desempenho que o atual. Não quer isto dizer que tenha sido bom. Mas o de agora é bem pior.

Portanto, que cada um dos irmãos metralhas fique com as suas próprias tralhas. Se isso lhes faz bem à saúde, que disparem as suas metralhadas, embora estando sistematicamente a dar tiros nos próprios pés.

Naturalmente que, se os simpatizantes das tralhas quiserem levar os seus desmandos linguísticos para as políticas seguidas por uns e por outros partidos, então está tão limpinho como o pó da roupa: basta comparar.

Para mim, qualquer partido tem gente, não tem tralhas. Em todos os partidos há pessoas. Umas, melhores, outras nem tanto. Mas não se deve confundir a parte com o todo. E o dicionário define a tralha com clareza.