Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

afonsonunes

afonsonunes

 

 

A política anda como o tempo: instabilidade e trovoadas por todo o país. Para não falar das ventanias e chuvadas que aparecem todos os dias. Só hoje, apareceram na comunicação social três avisos laranja para políticos.

Estranhamente, pelo menos para mim, o Correio da Manhã já arranjou substituto para a montra da primeira página. O ex-autarca de Gaia, PSD, parece ter conquistado o espaço que tinha ocupante PS em exclusividade.

A revista Visão, provavelmente ainda impressionada com a Face Oculta do PS, descobriu agora que também há uma Face Oculta do PSD. Não mete sucata nem sucateiro, mas meterá o estado a dar milhões às escondidas.

A revista Sábado descobriu agora que Pedro Passos Coelho, quando ainda era apenas deputado, recebia cinco mil euros por mês da Tecnoforma. Há muito tempo que se ouvia falar disso. Passos diz-se convicto da legalidade.

Isto é muita fruta em cima de uma só árvore. Há aqui algo de estranhas coincidências. Anos e anos a dar a ideia de encobrimentos e, de repente, logo três, no mesmo dia. Ou ter-se-á entrado numa feroz concorrência.

Por outro lado, Passos convicto da legalidade do que fez, não é o Passos que deve ter a certeza se os seus atos são legais ou ilegais. Aqui não se trata de convicções políticas. Trata-se de cumprir ou não cumprir deveres.

Três goles de laranjada ácida que, como é costume, vão sobrar para outras bandas. Os submarinos de Portas já sobraram para Guterres. Passos, Menezes e os seus técnicos especializados, já estarão no terreno a cavar.

Mas, surpreendente mesmo, é o facto de a justiça ter mudado de agulha tão inesperadamente, depois das euforias dos êxitos no campo socialista. Agora, foi pedida toda a contenção, e bem, devido ao segredo de justiça.

Se realmente tivesse sido sempre assim, ter-se-iam evitado grandes equívocos. A menos que agora, esses equívocos não possam ocorrer nos altos telhados de vidro. Cuidado com os avisos laranja e com as telhas.