Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

afonsonunes

afonsonunes


A insistência do PSD e do CDS em não largar a Caixa, faz-me lembrar aquele processo sem fim, em que os desconfiados da justiça não param de constituir arguidos, mesmo até às vésperas de terem de apresentar acusações.

No processo da Caixa a direita não pode fazer aquilo que, provavelmente, vai fazer a justiça, ou melhor, os homens que comandam a dita cuja. A divisão do processo, extraindo certidões para que tudo continue como até aqui.

A direita, provavelmente, vai ter de engolir muitos sapos nas sucessivas audições que não pára de pedir, pois quando julga que vai procurar lã, vai acabar por ser tosquiada. Vamos ver o que acontece com as acusações da justiça daqui a oito dias.

Não tarda que o PSD e o CDS queiram ouvir todos os portugueses, tentando que alguém lhes dê a orientação que até aqui não encontraram. Tal como a justiça. Tenho receio de que também eu venha a ser ouvido pelo PSD e CDS e também pela justiça.

Desconfio que, depois de terem ouvido toda a gente, se virem para os animais de estimação de Centeno e de muitos dos que estão entregues ao Marquês. Se alguém está convencido de que estas diligências vão acabar, que tire daí o sentido.

A Caixa e o Marquês já vão na segunda edição. Na Caixa são as Comissões de Inquérito. Quanto ao Marquês, é a segunda edição do Freeport. Não me admiraria nada que, em ambos os casos, depois de encerrados, venham as dezenas de perguntas que ficaram sem resposta. Por falta de tempo...