Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

afonsonunes

afonsonunes

23 Out, 2014

VEM CÁ, VEM!

 

Já cá temos um, mas dos bons estamos sempre precisados. Muito bem a propaganda a que temos assistido na comunicação social a favor de um dos candidatos à presidência do Brasil. Até parece que é para a de cá.

Efetivamente, nós precisamos disso, mas para pior já basta assim. Claro que a presidência de lá é diferente da de cá. Lá o presidente, ou a presidenta, governa. Cá, o presidente, ora quer, ora não quer saber disso.

Até porque tem um subalterno que leva essa tarefa muito a sério. Portanto, o governo de cá deve estar em pulgas para que o governante a sair das eleições de lá, seja seu irmão gémeo. E a propaganda de cá ajuda.

Salvo erro ou omissão da minha ignorância, a campanha para as eleições de cá, há quatro anos, foi igualzinha à que decorre lá agora. Social- democracia, para a esquerda, social-democracia para a direita. Original.

Que bela social-democracia que temos cá. Que bela social-democracia o Brasil virá a ter, se tiver o azar de lhe cair por lá, uma igualzinha à que nos caiu por cá. Se acaso lhes caísse por lá, uma verdadeira, seria uma taluda.

Amanhã, na Globo de lá, terá lugar o último debate entre ele e ela. Vai falar-se muito da corrupção de lá, coisa que não há cá. Daí que o digno social-democrata de cá, não ficará alheio ao que se vai passar por lá.

Quanto ao que se passou por cá, nada lhe dirá. Até porque, para lhe contar o seu passado limpo e brilhante, tinha de o documentar. Mas, por azar seu, perdeu a papelada toda. O social-democrata de lá, não acredita.

A comunidade social-democrata luso brasileira, maior que o Atlântico que as separa, até domingo, vagará em ondas maiores que as do oceano. A partir de segunda-feira, o tradicional samba, será de uma banda só.